Fonte: TubularInsights.com

A maior parte dos filmmakers que eu conheço estão se resguardando de sair de casa nesse momento (por motivos óbvios, afinal, ninguém quer pegar a maldita COVID), e muitas produções acabaram sendo canceladas ou remarcadas. Diante desse cenário, decidimos fazer esse post para ajudar a continuar gerando renda na quarentena mesmo de casa. E claro, também é bom mencionar que, para quem quer aprender mais sobre filmmaking, tem vários cursos gratuitos em outro post. Bora trabalhar, people!

Vendendo Filmes para Bancos de Vídeo (Stock Footage)

Bem, não é específico para esse momento, já que isso já poderia ser feito antes por quem produz conteúdo audiovisual. Acredito que com certeza quem olhar em seus HDs de arquivo vai achar takes que valem dinheiro.

Existem diversos sites em que você pode vender seus takes, como shutterstock, artgrid, getty, pound5, filmsupply, entre outros. Tenha consciência de que isso não vai gerar renda de um dia para o outro, mas pode ser uma excelente forma de obter uma renda passiva à longo prazo. Se você não quiser fazer o upload e cadastro em um por um, pode upar seu conteúdo para o BlackBox e ele redistribui para o resto das plataformas.

Edição/Colorização

Se a sua conexão de internet for estável e rápida, tiver uma boa ilha de edição, espaço em HD e expertise em editar e colorir, existem diversas plataformas como o Fiverr Pro, Freelancer e o Upwork que podem te possibilitar fechar alguns negócios e continuar gerando alguma renda. Já trabalhamos anteriormente com o Upwork e tive uma experiência bacana. Tudo depende de como é o seu portfólio na plataforma e o reel que você tem lá. Vale dar o confere!

Livestream

Essa vocês já devem estar cansados de saber, mas vale a pena pontuar. Claro, exige montar uma estrutura para determinado cliente in-loco, o que dificulta se manter em quarentena. Mas tomando todos os cuidados e gastando litros de álcool gel no percurso, pode ser tornar algo muito vantajoso. Para filmmakers sem experiência com streaming, existem equipamentos que facilitam bastante o trabalho, como o Atem Mini da BlackmagicDesign. A BlackMagicDesign Brasil inclusive deu um treinamento gratuito que vale conferir, link aqui.

Criatividade com Clientes já Existentes

Nesse período de pandemia, nada mais justo do que ajudar os clientes que você já atendia, mas procurar formas criativas de fazer isso. Se você não quer se arriscar (ou arriscar o cliente) à fazer uma externa, não significa que você não possa oferecer uma live stream profissional, conteúdos para Social Media, gravação de conteúdos para e-learning e por aí vai. Em tempos como esse, a presença digital é essencial e não existe nada mais eficaz do que o conteúdo em vídeo. Mas vale lembrar que deve ser feito com prudência e ética. Diante de tudo isso, fica fácil parecer oportunista e se queimar no mercado. Então, muita cuidado.

YouTube

Por fim, menciono o youtube porque se você preencher os pré-requisitos para monetizar seu vídeo (ao menos mil inscritos e 4,000 horas de conteúdo visualizado por mês) você acaba gerando uma outra renda passiva. Claro, é super válido mencionar que para conseguir essa proeza você deve produzir um conteúdo excelente e engajador. Mas se você já faz isso para alguns clientes, porque não produzir para você mesmo?

Bem galera, por hoje é isso. Espero que vocês tenham gostado das idéias. Se tiverem alguma sugestão, deixem nos comentários aqui abaixo. Até a próxima!

– John.

Fontes: cinema5d, 48hourfilm.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *